Sempre em busca de um "herói" que represente a elite branca da nação, Brasil repete erros que atrasam a chegada do país ao Primeiro Mundo

     Não conseguimos aprender nada com os erros do passado e, pior, temos a mania de repetir os tropeços porque estamos sempre em busca de alguém que seja visto como herói. Collor, de Mello, o caçador de marajás, foi o primeiro "mito" construído por ações midiáticas até chegar ao Planalto. Sequestrou a poupança dos brasileiros em nome do progresso enquanto na surdina surrupiava o futuro da nação, provocando um atraso no crescimento do país de pelo menos uma década... 
Imagem relacionada
     Sérgio Moro ainda será responsabilizado pelo desmonte da industria nacional e por ter travado a ascensão do Brasil no cenário internacional. Os malefícios causados pelo ex-juiz ainda estão sendo aferidos, talvez não sejam computados pelas atuais gerações, mas já é sabido que os retrocessos provocados podem levar pelo menos duas décadas para serem reparados!

Comentários