As contradições nos argumentos da reforma da Previdência, explicadas



A reforma da Previdência é tema de discussão no Brasil há anos. Nas últimas duas décadas, ao menos três alterações no sistema foram aprovadas, mas até agora nenhuma proposta havia sido tão radical quanto a do governo Bolsonaro, capitaneada pelo ministro Paulo Guedes. 

No debate nacional a ideia que parece prevalecer é de que uma reforma como essa é inevitável para evitar um colapso financeiro no país. O problema é que os argumentos de quem defende a reforma da Previdência estão embasados em premissas falsas. 

Então o que diz exatamente a nova reforma? Por que os argumentos usados pelo governo são questionáveis? E, principalmente, essa é de fato a única opção que restou para que o Brasil não quebre?

Comentários