Quem era Adriano da Nóbrega, miliciano morto pela polícia na Bahia

Apontado como autor de diversos homicídios, o ex-capitão do Bope-RJ era um dos criminosos mais procurados do Rio de Janeiro, inclusive com alerta vermelho da Interpol. Segundo a polícia, Adriano da Nóbrega era acusado de ser o chefe de um grupo criminoso formado por matadores de aluguel, e era investigado por suspeita de envolvimento nas mortes de Marielle Franco e Anderson Gomes. 
Ele foi morto pela polícia num esconderijo em Esplanada, na Bahia, no dia 9 de fevereiro de 2020. Ele estava foragido da Operação Os Intocáveis, que investiga a milícia de Rio das Pedras, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Comentários