O Natal Solidário do Papai Noel Azul - Ética, Educação e Solidariedade - Conta com a participação de pelo menos 1.500 alunos matriculados nas escolas participantes, Colégio Estadual Visconde de Mauá, Colégio Estadual Dom Abel, Colégio Estadual Pedro Xavier Teixeira e Escola Municipal Benedita Luíza da Silva que estão automaticamente habilitados para concorrer a uma bicicleta por escola, os critérios foram definidos pela direção de cada escola, o que sugere o envolvimento na campanha de pelo menos 4.500 pessoas diretamente.

Por ser esta uma campanha de incentivo a Educação o engajamento das pessoas esta sendo total, tanto é assim que até a maior autoridade do estado, o Governador de Goiás Marconi Perillo, fez questão de expressar seu apreço pela Educação e parabenizou os envolvidos nesta que também é uma ação para lembrar e conscientizar os cidadãos do futuro sobre a importância da Ética na vida de cada um de nós.

O Natal Solidário do Papai Noel Azul quer arrecadar doações de alimentos, roupas e brinquedos para as obras do Grupo Espiríta Regeneração e por isso estamos pedindo as pessoas que façam doações no dia dos eventos ou na Rua 1015, nº. 251 Setor Pedro Ludovico CEP 74.820-285, ou ainda entrando em contato conosco pelos Whatsapp (62) 9 9340-0252 e/ ou 9 9264-5151. As doações serão encaminhadas para as obras sociais do Grupo Espírita Regeneração.

O Natal Solidário do Papai Noel Azul - Ética, Educação e Solidariedade - é uma ação idealizada por Gilson José de Menezes em parceria com a Associação Base União e Garra (ASBUG) e conta com o apoio da A Meta Dedetizadora e Questão Brasil.

O calendário dos sorteios e entrega das bicicletas ficou assim:

Segunda, dia 04/12 abriremos os sorteios das bicicletas para os alunos nota 10 no Colégio Estadual Visconde de Mauá, às 15h. 
Terça Feira 05/12 às 07h estaremos na Escola Municipal Benedita Luíza Da Silva. 
Ainda na Terça à tarde às 15h estaremos no Colégio Estadual Pedro Xavier Teixeira.
E na Quarta Feira dia 06/12 o último sorteio será realizado no Colégio Estadual Dom Abel, às 15h.

Site Questão Brasil com informações e notícias do Brasil e do Mundo.

O enfoque central deste blog é o nosso querido estado de Goiás, mas nos permitimos abordar qualquer tipo de assunto pertinentes ao Brasil ou de qualquer parte do Mundo, afinal de contas tudo o que acontece por ai são ASSUNTOS DE GOIÁS.

A Campanha Natal Solidário do Papai Noel Azul é uma mobilização da sociedade e tem como intuito chamar a atenção para Educação, a Ética e a Solidariedade.

Por iniciativa do Sr Gilson José de Menezes, o Papai Noel Azul, serão ofertadas quatro bicicletas para quatro escolas públicas do Setor Pedro Ludovico. Colégio Estadual Visconde de Mauá, Colégio Estadual Dom Abel, Colégio Estadual Pedro Xavier Teixeira e Escola Municipal Benedita Luiza Da Silva.
O objetivo é incentivar os alunos nota 10 de cada uma das escolas. A forma de premiação dos alunos será definido por cada uma das escola que pode optar por sorteio entre os melhores ou por critérios pré estabelecidos, tais como comportamento, assiduidade ou melhores notas. A escola também pode, se preferir, fazer um amplo sorteio entre todos os alunos.
Estamos abertos a parcerias com empresários que queiram ajudar a premiar mais alunos com mais bicicletas ou outros objetos que crianças e adolescentes gostam.

Vamos aproveitar este evento para chamar atenção da sociedade e das nossas crianças e adolescentes para a Ética. O Brasil vive um momento delicado em sua história em que as revelações de corrupção vão minando a esperança da população e caindo no lugar comum em que todo mundo começa a achar normal. É preciso transmitir para os mais jovens a importância de ser um cidadão ético. 

Não temos a intenção de críticar governos, políticos ou defender A ou B, a campanha tem como objetivo chamar a atenção para os problemas que são comuns a todos nós, como saúde, segurança, educação e infraestrutura. É preciso que as pessoas entendam que não adianta criminalizar a política, pois é através dela que os nossos problemas são e serão resolvidos.


Não temos a intenção de críticar governos, políticos ou defender A ou B, a campanha tem como objetivo chamar a atenção para os problemas que são comuns a todos nós, como saúde, segurança, educação e infraestrutura. É preciso que as pessoas entendam que não adianta criminalizar a política, pois é através dela que os nossos problemas são e serão resolvidos.

A Praça de Esportes do Setor Pedro Ludovico poderia ser um local de lazer para as famílias, servir para formar atletas através das escolinhas de iniciação esportiva e atender os idosos com a hidroginastica. O local tem potencial para tal, mas esta completamente esquecido pelo poder público e mais do que cobrar do Governo a manutenção, entendemos que a comunidade pode se reunir e ocupar o espaço, promovendo as ações necessárias que revitalizem a Praça de Esportes que é tão importante na região e na vida das pessoas.

A Solidariedade é uma bandeira que levantamos sempre que pensamos em mobilizar a sociedade em torno de uma causa. Procuramos fazer uma parceria com uma entidade que atenda pessoas em situação de vulnerabilidade social e este ano a nossa entidade parceira será o Grupo Espírita 
Regeneração.
A proposta é que possamos arrecadar alimentos não perecíveis para atender os beneficiados pelo Grupo Regeneração. Lembrando que nesta campanha não é aceito dinheiro como doação, apenas alimentos, roupas ou materiais de higiene e limpeza que possam atender crianças e idosos.

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

“Preto safado”: Vereadores alegam ter sido vítimas de racismo e agressões por parte da Polícia Militar





Suspeito de ter desacatado o policial e resistido à abordagem, Vinícius se defendeu e negou ter ofendido o agente. Além disso, o parlamentar disse ter sido torturado e ameaçado pelo mesmo policial na Central de Flagrantes. “Quando chegamos na Central de Flagrantes fui colocado em uma das cadeiras na recepção. Pensando na minha imagem, pedi para um outro policial ser colocado para dentro. Daí ele respondeu: ‘você está preso, você vai ter tratamento de preso’. O tempo todo foi desse jeito. Ele não leu meus direitos e em nenhum momento me disse o porquê de eu estar sendo preso”, destaca.

Já o vereador Romário Policarpo, que também foi abordado pelo mesmo sargento suspeito de ter agredido o vice-presidente da Câmara, alega ter sido chamado de ‘negrinho dos olhos vermelhos’. Ofensas racistas também teriam sido proferidas contra o motorista Armindo Batista Pereira, que dirigia o Corolla da vice-presidência da Câmara.

“Eu pedi para o sargento que estava atrás de mim, que até agora eu não sei o nome, devolver o meu celular. Ele me deu um tapa na mão e tomou o celular. Nesse momento ele me chamou de preto safado, a mim e o Armindo. Eram dois sargentos, o sargento Jesus foi o que agrediu o Vinícius”, esclarece.

Ainda de acordo com Policarpo, um dos agentes envolvidos cometeu um crime ao pegar a arma do vereador, que é Guarda Municipal, de forma imprudente e irregular.

Em entrevista coletiva concedida na sexta-feira na Central de Flagrantes, o assessor de comunicação da PM, Tenente Coronel Marcelo Granja, garantiu que não há crise institucional. “Foi uma blitz no Cepal do Setor Sul. Representantes do legislativo foram abordados e segundo o policial que lá estava, eles foram conduzidos por apresentar resistência à abordagem. Não há crise institucional. Foi uma blitz, uma situação isolada. O caso foi trazido para cá e estão sendo tomadas as providências necessárias”, pontua.

Ainda de acordo com o Tenente Coronel Granja, caso os vereadores tenham se sentido ofendidos pelos policiais, devem se dirigir à Corregedoria da PM. Granja também disse não acreditar que o sargento da PM teria chamado o vereador Romário Policarpo e o motorista Armindo de “pretos”. Contudo, ele afirma que o caso será apurado.  “Se aconteceu isso é um procedimento que não é da PM. Posteriormente, se for constatado que essa situação realmente aconteceu, a PM como sempre faz, vai apurar o caso”, ressalta.

Por meio de nota, o presidente da Câmara, Andrey Azeredo (PMDB) lamentou o fato e disse que "repudia veementemente a forma como se desencadeou uma abordagem policial durante uma blitz". Na sequência, a nota diz que a Câmara “acompanhou de perto todos os trâmites na delegacia” e que a Casa defende “os direitos dos cidadãos e as prerrogativas de todos os vereadores, que são os legítimos representantes da população goianiense”. No trecho final do documento, Andrey diz esperar que as autoridades competentes realizem a devida investigação e esclareçam os fatos de forma célere e responsável.

Fonte: Rádio 730

Seguidores