O Natal Solidário do Papai Noel Azul - Ética, Educação e Solidariedade - Conta com a participação de pelo menos 1.500 alunos matriculados nas escolas participantes, Colégio Estadual Visconde de Mauá, Colégio Estadual Dom Abel, Colégio Estadual Pedro Xavier Teixeira e Escola Municipal Benedita Luíza da Silva que estão automaticamente habilitados para concorrer a uma bicicleta por escola, os critérios foram definidos pela direção de cada escola, o que sugere o envolvimento na campanha de pelo menos 4.500 pessoas diretamente.

Por ser esta uma campanha de incentivo a Educação o engajamento das pessoas esta sendo total, tanto é assim que até a maior autoridade do estado, o Governador de Goiás Marconi Perillo, fez questão de expressar seu apreço pela Educação e parabenizou os envolvidos nesta que também é uma ação para lembrar e conscientizar os cidadãos do futuro sobre a importância da Ética na vida de cada um de nós.

O Natal Solidário do Papai Noel Azul quer arrecadar doações de alimentos, roupas e brinquedos para as obras do Grupo Espiríta Regeneração e por isso estamos pedindo as pessoas que façam doações no dia dos eventos ou na Rua 1015, nº. 251 Setor Pedro Ludovico CEP 74.820-285, ou ainda entrando em contato conosco pelos Whatsapp (62) 9 9340-0252 e/ ou 9 9264-5151. As doações serão encaminhadas para as obras sociais do Grupo Espírita Regeneração.

O Natal Solidário do Papai Noel Azul - Ética, Educação e Solidariedade - é uma ação idealizada por Gilson José de Menezes em parceria com a Associação Base União e Garra (ASBUG) e conta com o apoio da A Meta Dedetizadora e Questão Brasil.

O calendário dos sorteios e entrega das bicicletas ficou assim:

Segunda, dia 04/12 abriremos os sorteios das bicicletas para os alunos nota 10 no Colégio Estadual Visconde de Mauá, às 15h. 
Terça Feira 05/12 às 07h estaremos na Escola Municipal Benedita Luíza Da Silva. 
Ainda na Terça à tarde às 15h estaremos no Colégio Estadual Pedro Xavier Teixeira.
E na Quarta Feira dia 06/12 o último sorteio será realizado no Colégio Estadual Dom Abel, às 15h.

Site Questão Brasil com informações e notícias do Brasil e do Mundo.

O enfoque central deste blog é o nosso querido estado de Goiás, mas nos permitimos abordar qualquer tipo de assunto pertinentes ao Brasil ou de qualquer parte do Mundo, afinal de contas tudo o que acontece por ai são ASSUNTOS DE GOIÁS.

A Campanha Natal Solidário do Papai Noel Azul é uma mobilização da sociedade e tem como intuito chamar a atenção para Educação, a Ética e a Solidariedade.

Por iniciativa do Sr Gilson José de Menezes, o Papai Noel Azul, serão ofertadas quatro bicicletas para quatro escolas públicas do Setor Pedro Ludovico. Colégio Estadual Visconde de Mauá, Colégio Estadual Dom Abel, Colégio Estadual Pedro Xavier Teixeira e Escola Municipal Benedita Luiza Da Silva.
O objetivo é incentivar os alunos nota 10 de cada uma das escolas. A forma de premiação dos alunos será definido por cada uma das escola que pode optar por sorteio entre os melhores ou por critérios pré estabelecidos, tais como comportamento, assiduidade ou melhores notas. A escola também pode, se preferir, fazer um amplo sorteio entre todos os alunos.
Estamos abertos a parcerias com empresários que queiram ajudar a premiar mais alunos com mais bicicletas ou outros objetos que crianças e adolescentes gostam.

Vamos aproveitar este evento para chamar atenção da sociedade e das nossas crianças e adolescentes para a Ética. O Brasil vive um momento delicado em sua história em que as revelações de corrupção vão minando a esperança da população e caindo no lugar comum em que todo mundo começa a achar normal. É preciso transmitir para os mais jovens a importância de ser um cidadão ético. 

Não temos a intenção de críticar governos, políticos ou defender A ou B, a campanha tem como objetivo chamar a atenção para os problemas que são comuns a todos nós, como saúde, segurança, educação e infraestrutura. É preciso que as pessoas entendam que não adianta criminalizar a política, pois é através dela que os nossos problemas são e serão resolvidos.


Não temos a intenção de críticar governos, políticos ou defender A ou B, a campanha tem como objetivo chamar a atenção para os problemas que são comuns a todos nós, como saúde, segurança, educação e infraestrutura. É preciso que as pessoas entendam que não adianta criminalizar a política, pois é através dela que os nossos problemas são e serão resolvidos.

A Praça de Esportes do Setor Pedro Ludovico poderia ser um local de lazer para as famílias, servir para formar atletas através das escolinhas de iniciação esportiva e atender os idosos com a hidroginastica. O local tem potencial para tal, mas esta completamente esquecido pelo poder público e mais do que cobrar do Governo a manutenção, entendemos que a comunidade pode se reunir e ocupar o espaço, promovendo as ações necessárias que revitalizem a Praça de Esportes que é tão importante na região e na vida das pessoas.

A Solidariedade é uma bandeira que levantamos sempre que pensamos em mobilizar a sociedade em torno de uma causa. Procuramos fazer uma parceria com uma entidade que atenda pessoas em situação de vulnerabilidade social e este ano a nossa entidade parceira será o Grupo Espírita 
Regeneração.
A proposta é que possamos arrecadar alimentos não perecíveis para atender os beneficiados pelo Grupo Regeneração. Lembrando que nesta campanha não é aceito dinheiro como doação, apenas alimentos, roupas ou materiais de higiene e limpeza que possam atender crianças e idosos.

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Livro ‘Discobiografia Legionária’ traz histórias vividas em estúdio pela Legião Urbana | Questão Brasil | Crítica & Opinião

As biografias convencionais costumam explicar a vida de um artista pela obra que ele deixa. O pouco explorado caminho contrário, se ater à obra para chegar à vida, pode, contudo, trazer histórias reveladoras e saborosas que muitas vezes não passam pela apuração centrada no palco, na família, nos amigos. 


A jornalista e pesquisadora fluminense Chris Fuscaldo foi aos estúdios falar com músicos, produtores, arranjadores e compositores para fazer Discobiografia Legionária, da editora Leya. O livro traça o comportamento artístico de Renato Russo e seus músicos - sobretudo Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá - durante a gravação de seus oito discos de carreira e da feitura dos álbuns póstumos da Legião Urbana. 

 Aos que acompanham as publicações sobre a banda, esse trabalho é o que parece: um filho bem nutrido dos textos originais, com novas apurações e entrevistas, que Chris escreveu para a gravadora EMI em 2010 para o relançamento em CD da discografia completa da banda brasiliense. O livro traz agora aqueles textos corrigidos e mais histórias que abrangem a discografia pós-morte de Renato Russo, em 11 de outubro de 1996.

"Não sei se poderia fazer esse livro sobre outras bandas", diz Chris, referindo-se à riqueza de histórias que uma sessão de gravação pode trazer quando a banda em questão era a Legião Urbana. 

"Eles tinham uma vida à parte quando estavam em uma sala de estúdio. Poderiam passar dias, meses trabalhando em uma mesma música. Era uma história deles com eles mesmos e com outros profissionais." Quando músicos entram em estúdio e "matam" uma gravação em questão de horas, a única história a ser contada é a do virtuosismo desses artistas. 

Para Chris, transbordaram os dilemas, as escolhas, as dúvidas, as brigas e o companheirismo que poderiam se alternar durante o registro de apenas uma canção.

"O Renato era muito planejado. Chegava para uma gravação trazendo seu caderninho, cheio de anotações." Apesar da pretensa centralização, a atitude do líder trazia um traço de personalidade positiva.

 "Ele era muito generoso, um compartilhador.

Queria que todos colaborassem com as criações."
Os músicos seguiam em estúdio mesmo durante o processo de mixagem, uma etapa pós-gravação que, em geral, dispensa o artista de sua presença em estúdio. 

"Eles jogavam vôlei em uma quadra que montavam no estúdio. Claro que também havia brigas, crises de criatividade com as quais Renato não sabia como lidar, momentos como o que Renato dá uma saída do estúdio dizendo que vai tomar um café, acaba bebendo (álcool) e ficando pela rua", conta Chris.

O álcool entrou com força na vida de Renato, e ele falou sobre isso em momentos como na canção Vinte e Nove, do disco O Descobrimento do Brasil, de 1993. 

Assim conta Chris: "Entre 1993 e 1995, Renato estava extraordinariamente inspirado.

Queria viver cada minuto como se fosse o último. Compôs como nunca, numa velocidade nova para quem acompanhava sua trajetória e via suas dificuldades toda vez que pintava um disco novo para produzir". Mas o alcoolismo é uma questão revelada pelo próprio artista na canção. "Me embriaguei morrendo 29 vezes."
Ela lembra também de Só por Hoje, que remete ao famoso lema dos Alcoólicos Anônimos, frequentado por Renato, como lembra a autora. 

Chris Fuscaldo quer agora se dedicar à finalização da biografia de Zé Ramalho. A previsão de lançamento é o primeiro semestre de 2017. 

 DISCOBIOGRAFIA LEGIONÁRIA 

Autora: Chris Fuscaldo 
Editora: Leya (216 págs., R$ 39,90) 
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. 

Seguidores